PARA QUE, CREMOS EM UM PRINCÍPIO CRIADOR?

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 19 - Número Sequencial 720 - 12 Maio 2019 Saudações, estimado Irmão! PARA QUE, CREMOS EM UM PRINCÍPIO CRIADOR? Quando entramos em contato com símbolos, alegorias e instruções, cabe sempre uma reflexão e um aprofundamento, que podem ser usados apenas para o mero conhecimento, como podem se tornar essenciais para um próximo passo. O 19º Landmark, adotado pela maioria das Potências Maçônicas, doutrina que a negação da crença no G.A.D.U. é impedimento absoluto e insuperáv...

Continuar leitura…

A Amizade como Virtude.

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 29 - Número Sequencial 730 - 21 Julho 2019 Saudações, estimado Irmão! A AMIZADE COMO VIRTUDE O grande propósito do Maçom é se tornar um virtuoso. Todas as expressões que caracterizam o Obreiro da Arte Real são metas e proposições para a prática do bem. A virtude nada mais é do que uma grande habilidade técnica. E esta habilidade somente se adqu...

Continuar leitura…

COMO É O SEU PRUMO?

21 de Julho de 2019

Saudações, estimado Irmão! COMO É O SEU PRUMO? A pergunta seguinte será: - O que lhe apresenta seu prumo? Este instrumento de medição composto por um conjunto de esfera, barra ou cone amarrados a um fio, criado provavelmente pelos egípcios, visto que há descrição de seu uso na construção das pirâmides, mede basicamente a verticalidade do objeto ou obra em relação à base. Porém, suas possibilidades alegóricas e simbólicas ultrapassam a materialidade, tanto que designado como Jóia do Seg...

Continuar leitura…

AINDA SOBRE O PRUMO

21 de Julho de 2019

   Ano 13 - Artigo 15 - Número Sequencial 716 - 14 Abril 2019 Saudações, estimado Irmão! AINDA SOBRE O PRUMO No artigo anterior especulamos sobre o que é e como se apresenta o prumo moral e ético do Maçom. Nos símbolos e alegorias reforçamos o conceito da retidão para a boa construção. Da mesma forma, este conceito é também um poderoso instrumento alegórico, que nos lembra o caos e a justiça. Quando as situações não estão “a prumo”, usamos a expressão “aos trancos e barrancos”, que...

Continuar leitura…

NOSSA MAIOR OBRIGAÇÃO: ASSIDUIDADE

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 24 - Número Sequencial 725 - 16 Junho 2019 Saudações, estimado Irmão! NOSSA MAIOR OBRIGAÇÃO: ASSIDUIDADE Muito além de uma ligação simplista dos conceitos de assiduidade com o de frequência, devemos caminhar nas possibilidades especulativas do que seja, para o maçom, estar realmente presente na Maçonaria. Várias características são consideradas comuns entre as pessoas que alcançam sucesso, nas mais diversas áreas da vida humana. Indiferente de propósito, profissão ou...

Continuar leitura…

CARIDADE PARA SI MESMO

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 18 - Número Sequencial 719 - 05 Maio 2019 Saudações, estimado Irmão! CARIDADE PARA SI MESMO Da mesma forma como a tradição cristã vincula caridade à filantropia, nós entendemos a Virtude Teologal da caridade como a assistência que devemos ao outro. No exercício constante desta disposição da alma, que nos induz à prática do bem, cabe o alerta de não transformá-lo em mero assistencialismo. O título de “CONSTRUTOR SOCIAL” deve superar o de “BOM SAMARITANO”. Os casos pon...

Continuar leitura…

A Amizade como Virtude.

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 29 - Número Sequencial 730 - 21 Julho 2019 Saudações, estimado Irmão! A AMIZADE COMO VIRTUDE O grande propósito do Maçom é se tornar um virtuoso. Todas as expressões que caracterizam o Obreiro da Arte Real são metas e proposições para a prática do bem. A virtude nada mais é do que uma grande habilidade técnica. E esta habilidade somente se adquire por meio da prática. Alguns conceitos e valores, por serem teóricos, podem demandar certo sacrifício para serem compreendid...

Continuar leitura…

OS GRILHÕES DA MAÇONARIA.

21 de Julho de 2019

Ano 13 - Artigo 20 - Número Sequencial 721 - 19 Maio 2019 Saudações, estimado Irmão! OS GRILHÕES NA MAÇONARIA Dá-se o nome genérico de grilhões às estruturas usadas para reduzir o movimento ou possibilidade de fuga de um prisioneiro. Existem diversas formas de grilhões. A mais conhecida atualmente é a algema. Mas, em outras épocas, as estruturas eram de uma brutalidade maior. Devido a esta brutalidade, os grilhões se tornaram símbolos de opressão e violência. Quando abertos ou com as...

Continuar leitura…

Humanismo Maçônico

14 de Julho de 2019

Saudações, estimado Irmão! HUMANISMO MAÇÔNICO A imagem mais tradicional da ação da Maçonaria sobre o homem é aquela que vemos o próprio homem se lavrando e surgindo de um bloco de pedra.  Talvez, o Irmão não se dê conta, mas esta imagem é exatamente uma contraposição ao Teocentrismo Medieval, que apregoava serem a origem, a ação e o destino de tudo e de todos fundamentados apenas em dogmas religiosos. Em oposição a esta doutrina surge o Antropocentrismo apresentando a supremacia do homem...

Continuar leitura…

O Maçom e a fruta

14 de Julho de 2019

Saudações, estimado Irmão! O MAÇOM E A FRUTA O título deste artigo é mais provocativo do que, realmente, elucidativo. Creio que a primeira sugestão que ocorre no Irmão como resposta seria a imagem de uma romã. A romã é um elemento simbólico representativo da Maçonaria como instituição, e não do Maçom como indivíduo. A semente, que se parece com um cubo tem arestas definidas, faces bem polidas, ombreadas em todos os sentidos nos remete à condição dos Obreiros que, em conjunto, dão corpo ...

Continuar leitura…